Maxwell, qual o estado de espírito do grupo ao abordar os dois últimos jogos do Campeonato Francês contra Saint-Étienne e Caen?

"Enquanto for matematicamente possível, vamos fazer de tudo para lutar pelo título. O objetivo é jogar e honrar a camisa do Paris Saint-Germain até o final. Foi uma temporada de altos e baixos, mas onde aprendemos muito. Devemos saber valorizar o que temos feito e melhorar para ganhar novos títulos."

As copas nacionais são também uma boa oportunidade para enriquecer ainda mais a galeria de taças do clube, com a final da Copa da França no dia 27 de maio...

"Eu acho que a vitória na Copa da Liga contra o Monaco nos permitiu mostrar a força da nossa equipe. Fizemos um grande jogo e merecemos ganhar este troféu novamente. Se não pudermos conquistar o título da Ligue 1 nesta temporada, a final da Copa da França se tornará uma partida ainda mais especial. Isto somado ao fato desta ser a 100ª edição da competição e que poderemos conseguir a 11ª Copa da França na história do clube, alcançando assim um novo recorde. Tudo isso nos motiva a terminar bem a temporada."

Como você faz para sempre manter esta serenidade dentro e fora de campo?

"O futebol me ensinou que nunca devemos nos empolgar, para o bem ou mal. Devemos manter os pés no chão, e dar a cada dia o melhor de si. Nos esportes, há sempre bons e maus momentos. Você tem que saber encontrar alguma estabilidade para saber lidar com todos os tipos de situações. Meus pais sempre me disseram que a vida é mais importante do que o esporte, por isso busco respeitar ao máximo todas as pessoas que trabalham aqui no clube. É com certeza por isso que tenho um ótimo relacionamento com o clube. O respeito é mútuo."